Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Selfieccino, diz-lhe alguma coisa?

por Paulina Mata, em 18.01.19

selfieccino1.jpg

 

verde escuro.jpg

 

 

O fenómeno das selfies é uma coisa que me transcende. Até entendo em determinadas situações, em que se pretende registar um qualquer momento, onde com um grupo é a única forma de fazer uma foto em que fiquem todos. Mas são situações esporádicas. Agora o que por vezes vejo em esplanadas, por exemplo, de pessoas que arranjam o cabelo e a roupa, que treinam o sorriso e o ângulo e depois tiram fotos a elas próprias, uma, duas três... muitas... transcende-me. Assim com alguns instagrams que tenho visto onde só há fotos do próprio autor. Sem grandes considerações... não acho saudável, nem uma forma positiva de ocupar o tempo.  Mas há quem não viva sem elas...

 

Em Inglaterra a cultura das bebidas é bem diferente da nossa, e toda a gente anda de copo ou caneca na mão grande parte do tempo, são os chás, os cafés, os capuccinos... (De tal forma me habituei que me faz falta, cá é mais a bica e eu essa não bebo.)

 

Houve um casal, dono de um café em Londres que decidiu associar esta cultura das bebidas à das selfies e servem capuccinos em que uma foto de quem a bebe é impressa na espuma. Deve ser mais ou menos assim: chega-se ,faz-se uma selfie, pede-se a bebida e manda-se a selfie. Depois, o narcisismo pode ser levado ao extremo de se beber a nossa própria imagem.

 

selfieccino2.jpg

 

Quando vi pela primeira vez achei inacreditável, mas pensei que um dia destes ia lá para ver como era. Depois comecei a pensar que seria um pouco estranho beber-me... Mas confesso que gostava de ver como funciona, consigo ver que pode ser divertido. Será que os outros também lá vão pela mesma razão, e afinal não é o cúmulo do narcisismo? Ou será que no fundo, no fundo... bem acho que não...  Depois ainda pensei levar uma outra foto, mas é batota, é fugir às regras do jogo... Ainda não consegui decidir se vou experimentar. É estranho!

 

Decisões difíceis!

 

 

7 comentários

Comentar post