Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Assins & Assados

O naturalismo crítico e a cozinha

por Paulina Mata, em 23.05.19

IMG-20190424-WA0021.jpg

 

 

cinzento.jpg

 

 

Numa palestra, organizada no âmbito do Ano Internacional da Tabela Periódica. Falava-se de radical-naturalismo. Por momentos a minha cabeça fugiu da Tabela Periódica para o post "Menos Amor e Mais Química!" que tinha lido há uns dias no blog E-BocaLivre de Carlos Alberto Dória.

 

É preciso que os cozinheiros introduzam a componente da química na sua forma de pensar. É que o que fazem é sobretudo pôr moléculas a reagir entre si (ou impedi-las de reagir). 

 

Mas não sou uma radical-naturalista, antes uma naturalista crítica. Tal como se falava ontem na palestra, também na cozinha e quando comemos, há muitas coisas que ultrapassam o material e são bem importantes. Definem tanto a experiência como o faz o comportamento das moléculas...

 

O que é preciso é de facto Menos Amor e mais Química! como diz Carlos Alberto Dória. É que na generalidade  dos casos há um grande desequilíbrio para o lado do Amor e a compreensão é tendenciosa e distorcida.

 

A foto é de alguns componentes da sobremesa OH-C N (Ocean) criada com uma aproximação de naturalismo crítico (muita Química e também Amor) pelo meu aluno Bruno Moreira Leite para uma jantar no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Tabela Periódica.