Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

O meu segundo Cronut!

por Paulina Mata, em 19.02.18

IMG_20180217_105537.jpg

amarelo.jpg

 

Há dias contei que tinha comido um Cronut. Este fim de semana comi outro. Desta vez "o verdadeiro".  Quase também por acaso, não tanto como o anterior, mas quase.

 

Quanto mais velha estou menos gosto do stress de correr para comboios, aviões... Vou sempre cedo e planeio tudo a contar com imprevistos. Há dias fui a Londres, fui ver horários de comboios e depois dos autocarros para a estação. Havia um que dava, mas decidi ir no anterior para ir com mais calma, aproveitava e tomava o pequeno almoço na estação. Quando cheguei olhei para as partidas e ia sair um comboio daí a cinco minutos. Fui nesse, sem pequeno almoço. Chegava também a Londres mais cedo do que tinha planeado e, durante a viagem, decidi ir tomar o pequeno almoço à Dominique Ansel Bakery em Victoria.

 

IMG_20180217_105418.jpg

 

Para arrumar o assunto dos Cronuts, e provar "o verdadeiro", resolvi comer um Cronut.  Mas ao ver o expositor quase revi a decisão... mas estava decidido!

 

bolos.jpg

IMG_20180217_104826.jpg

 

Os cronuts nem estavam no expositor, li que esgotam cedo. Nem sei se havia vários diferentes. Ia comer o do mês que estava anunciado à porta.

 

IMG_20180217_103323.jpg

 

O doce do recheio era suficientemente ácido para compensar o açúcar, mas tive que tirar a maior parte da cobertura de icing. É um bolo bom, mas não consigo entender a fama, ou melhor a loucura.

 

Na mesa ao lado sentaram-se duas jovens, e para além de um Cronut igual ao meu ainda tinham estes bolos (não, não tirei fotos dos bolos delas, mas toda a gente tira e foi fácil encontrá-las):

 

LCPBM.jpg

Liquid Caramel Peanut Butter Mousse Cake

 

LMUT.jpg

 Lime Me Up Tart

 

o (1).jpg

 Paris London

 

Só não fiquei invejosa pois até eu, que só olhei, fiquei enjoada com tanto açúcar. Mas que eram lindos, eram. 

 

Hoje a minha filha disse-me que um amigo dela foi a Nova Iorque e decidiram que tinham que ir comer um Cronut ao Dominique Ansel. Foram para a fila às 5 e meia da manhã e estiveram 4 horas na fila... Ele achou que não valia a pena, mas queria ver o que era, e viu o Dominique Ansel a fazê-los também. Eu acho que é loucura mesmo! O meu Cronut verdadeiro foi sem fila, quando cheguei não havia ninguém à espera, fui logo atendida. Meia hora mais tarde já havia mais gente, mas apenas meia dúzia de pessoas à espera de serem atendidas.

 

A minha tolerância ao açúcar não é muito grande, sou mais de salgados do que de doces. Um dia gostava de provar o Spicy Chorizo Croissant que diz ser um exclusivo da loja de Londres, também fiquei com curiosidade de comer um Cookie Shot, um cookie de chocolate em forma de copo que é servido cheio de leite frio aromatizado com baunilha. Talvez volte num dia mais quente para um pequeno almoço ou lanche no agradável pátio ao fundo da sala.

 

IMG_20180217_105408.jpg

 

Sobre as mesas um desdobrável dizia que Dominique Ansel tinha sido considerado World's Best Pastry Chef 2017. E possivelmente é justo, uma coisa que salta à vista é a criatividade de tudo o que é produzido. A base são técnicas e produtos de pastelaria clássicos, a partir dos quais são desenvolvidos novos e originais produtos.

 

IMG_20180217_103737.jpg

 

 

3ª, 6ª, 7ª e 8ª fotos DAQUI

2 comentários

Comentar post