Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

My Mother's Daughters - comida vegana em Lisboa

por Paulina Mata, em 24.04.18

IMG_20180417_125424.jpg

 

amarelo.jpg

 

As pessoas vegetarianas e veganas são cada vez mais, e em Portugal também, por isso em Lisboa abrem cada vez mais restaurantes vegetarianos e veganos. Curiosamente, comparando com a situação em Inglaterra, e particularmente em Birmingham, noto que em Lisboa há muito mais restaurantes exclusivamente veganos (estive a contar e serão cerca de 20), mas é mais difícil encontrar noutros restaurantes pratos veganos e ainda menos menus com várias opções exclusivamente veganas.

 

Quando a minha filha vem a Lisboa, vem sempre com uma lista de coisas novas para experimentar, de vez em quando vou com ela, e já vou conhecendo alguns. Desta vez fomos almoçar a um restaurante que abriu em Novembro passado, o My Mother's Daughters. Pelo que li, um restaurante aberto por uma Mãe e as suas três filhas. Sendo uma delas vegana, decidiram abrir um espaço que apenas serve comida vegana, e em que o menu muda regularmente para usar essencialmente os vegetais da estação.

 

Na decoração, também tiveram a preocupação de usar madeiras de fontes sustentáveis e, por exemplo, o balcão (1ª foto) é forrado de azulejos partidos que estavam destinados ao lixo. As loiças, talheres,candeeiros... são originais recorreram a artistas portugueses para os criar. Adorei os candeeiros, as loiças muito bonitas também. Já os garfos me fizeram resmungar muito durante toda a refeição... dadas as suas características, viram-se nos dedos e é um desafio usá-los.

 

Éramos três pessoas, fui a primeira a chegar e entrei numa sala pequena, mas bastante bonita e acolhedora. Estavam apenas três ou quatro pessoas a comer e disseram-me que não tinham mesa dentro. Estava tudo reservado. Sugeriram que ficássemos na pequena esplanada e que logo que possível nos mudariam para dentro. Sentámo-nos e enquanto víamos o menu trouxeram-nos copos e um jarro com água, ervas e uma tira de casca de beterraba. Muito bonito e agradável.

 

IMG_20180417_125142.jpg

 

Pouco depois de termos escolhido, conseguiram arranjar-nos mesa, passámos para dentro, e a refeição começou.

 

IMG_20180417_125620.jpg

 "Burrata" com Pesto

 

IMG_20180417_130123.jpg

 Soufflé de Legumes e Ohmm-let de Cogumelos com "Bacon" e "Maionese"

 

IMG_20180417_130922.jpg

Especial Mother - Hamburguers com puré de batata doce roxa

 

IMG_20180417_131156.jpg

 Pão desQueijo

 

IMG_20180417_133616.jpg

 Bolo de Chocolate, Tarte de Chocolate crua, chá, café e um "latte" de baunilha com carvão

 

Ao longo da refeição foi entrando cada vez mais gente, uns para as mesas marcadas, outros para à procura de mesa, e perdeu-se a sensação de calma e serenidade inicial. Quanto à comida, pratos em geral com boa apresentação, atraentes e saborosos. Não gostei muito do Pão desQueijo, achei muito interessante a "burrata", os bolos foram um bom final de refeição e particularmente o bolo de chocolate era muito bom.

 

Quando chegou a conta é que ficou tudo um pouco mais amargo, quase 60 euros pela refeição, tendo bebido apenas água. Não é barato, por comparação com os preços em Inglaterra, na zona onde vivo, é bem mais caro. Mas o restaurante estava cheio e muita gente à espera... essencialmente mulheres, homens eram muito poucos. Parece que há mais mulheres vegetarianas e veganas do que homens.

 

Não posso deixar de dizer... tenho pena que o nome seja em inglês. São tão mais bonitos os nomes em português...

 

 

 

6 comentários

Comentar post