Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Fome, com muita e boa fartura!

por Paulina Mata, em 11.07.18

sala.jpg

 

amarelo.jpg

 

Na minha recente estadia em Lisboa o primeiro jantar foi no Fome, o restaurante do Adriano junto ao mercado de Arroios. Ir lá estava bem no topo da minha lista de coisas a fazer. Gostei tanto que voltei, quase no último dia, com um grupo de 11 pessoas. Duas experiências diferentes, duas boas experiências.

 

No primeiro jantar sentámo-nos e, quando nos trouxeram o couvert, não pude deixar de sorrir... 

 

couv1.jpg

 

Uma cesta de pão, manteiga de ovelha, boas azeitonas e ... umas saborosas rillettes! Lembrei-me logo disto...  "Estava a pensar dar uma tacita [de rillettes] para couvert, se calhar ao lado de outra tacita pequenina de musse de fígado de aves."  Estas, com aquele sabor rústico, os pedaços de carne a desfazerem-se, a cremosidade da gordura... estavam uma delícia! E satisfizeram as minhas expetativas... 

 

Não estava lá a tacita de musse de fígado de aves... mas da segunda vez que lá fui ela lá estava. A tacita à direita.

 

IMG_20180705_202646.jpg

 

Ainda perguntei se não havia rillettes, mas não havia. Felizmente! Não porque as rillettes não estivessem boas, já disse que estavam uma delícia! Mas porque assim tive a oportunidade de comer aquela manteiga de camarão, que era outra delícia! 

 

Enquanto ia tocando com a mão no mangerico e inspirando o seu aroma a "Santos Populares", a Lisboa... e  bebendo o vinho que também era de Lisboa (é bom voltar!) íamos escolhendo do quadro com o menu (que muda diariamente segundo os produtos disponíveis e a inspiração).

 

IMG_20180626_211326.jpg

menu.jpg

 

Impossível resistir a um Gaspacho de Cereja... que ainda por cima trazia um "brinde" inesperado, uns carapauzinhos fritos. Tão bom!

 

IMG_20180626_204150.jpg

 

Seguiu-se  a Salada URSS, com fígado de tamboril, pepino, tomate e endro (e sem batata). Fresca, e o contraste dos vegetais com a cremosidade do fígado muito bom!

 

sal urss.jpg

 

Pedimos ainda o Xarém de Ameijoas, menos cremoso do que o que estou habituada, mas com um sabor excelente. A salicórnia e os pedacinhos de alga  dava-lhe ainda mais graça.

 

xarem.jpg

 

Depois, comemos uns excelentes Rojões de Cação à Alentejana. 

 

alent.jpg

 

Um óptimo jantar que terminou com uma boa torta de laranja.

 

Uns dias depois voltei,  começámos quase todos com uma boa tigela de Sopa de Tomate com Pilim

 

sopa tomate.jpg

 

Ouvi alguém na mesa comentar que era a melhor sopa de tomate que já tinha comido. E era mesmo muito boa. Os meus vizinhos do lado comiam Gaspacho de Cereja, que desta vez era com Coral de Camarão.

 

gasp 2.jpg

 

Repetimos a salada URSS, repetimos o xarém, que para além das ameijoas trazia lingueirão. E ainda comemos:

 

polvo.jpg

Escabeche de Polvo

 

IMG_20180705_214425.jpg

Ceviche Prestige

 

Em que uns negros crocantes de arroz escondiam um roxo puré de batata doce. 

 

IMG_20180705_220916.jpg

Vaca Maturada

 

Acompanhada por um puré de batata doce e uns óptimos feijões amarelos.

 

Depois, para terminar, veio uma tábua de queijos do Sr Adolfo, e um conjunto das várias sobremesas (mousse de lima, uma outra de chocolate, a torta de laranja, uma tarte de nata e umas maravilhosas cerejas).

 

IMG_20180705_220209.jpg

IMG_20180705_223430.jpg

 

Gostei mesmo muito. O espaço é muito agradável, e o serviço também. A Andreia, que foi que cuidou de nós das duas vezes, é uma simpatia, e fala dos pratos com um entusiasmo contagiante. 

 

Não posso deixar de destacar que, apesar do restaurante completamente cheio, de apenas estarem duas pessoas a cozinhar (o Adriano e o Fábio), e terem tido a necessidade de improvisar pratos para duas pessoas vegetarianas (que gostaram muito deles), o ritmo a que vieram os pratos foi muito bom, sem longas esperas. 

 

Gosto de todo o tipo de restaurantes (desde que bons), cada um com o seu espaço e tempo, mas tenho um carinho especial por estes projetos pequenos, feitos com muito esforço e paixão. Parabéns Adriano, gostei mesmo!

 

Ainda por cima tenho uma enorme sorte, é a pouco mais de 5 minutos a pé de minha casa. Breve voltarei para Lisboa, e vou ir lá muitas vezes... Se lá forem, vão com Fome, para poderem desfrutar da boa fartura que nos oferecem!

 

Fome  -  Rua Angela Pinto 4 - Lisboa

(Para já só está aberto ao jantar e fecha ao domingo e segunda).

 

 

 

 

9 comentários

Comentar post