Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Dia das Algas Marinhas - um bom dia para elas começarem a entrar na sua cozinha

por Paulina Mata, em 04.06.20

DSC03204.jpg

 

beige.jpg

 

Hoje, 4 de junho, comemora-se o Dia das Algas Marinhas e será feito lançamento do Manifesto das Algas Marinhas, resultado de um trabalho de colaboração da indústria, instituições de investigação, ONU e sociedade civil. O objetivo é refletir sobre o potencial das algas marinhas para alimentar o mundo, mitigar as mudanças climáticas e preservar os ecossistemas.
 
 

Seaweed Manifesto.jpg

 
Pertenço a uma equipa de investigação que começou no final de 2015 a estudar algas marinhas da nossa costa e o seu potencial gastronómico. Em 2017, submetemos o projeto  ALGA4FOOD – Algas na Gastronomia: Desenvolvimento de Técnicas Inovadoras de Conservação e Utilização que foi financiado pelo Programa Operacional MAR 2020. Este financiamento permitiu-nos desenvolver um trabalho mais abrangente e aprofundado.

 

Temos uma costa muito extensa (1860 km) com uma enorme variedade de algas (cerca de 400), e uma produção de aquacultura considerada entre as melhores do mundo. As algas têm grandes potencialidades no contexto da sustentabilidade, das restrições alimentares várias, e até mesmo para diversificação de fontes de alimentos e experiências gastronómicas. O interesse pela sua introdução na alimentação é cada vez maior, pois têm-lhes sido associados benefícios nutricionais relevantes associados à saúde e bem-estar. São ricas em proteínas e fibras dietéticas, vitaminas, oligoelementos, minerais e ácidos gordos poliinsaturados tipo ω-3 e ω-6. São, por isso, consideradas como alternativas alimentares importantes e sustentáveis.
 
 
 

Codium tomentosum.jpg

O. pinnatifida.jpg

Vivemos num País onde os produtos do mar desde sempre fizeram parte da cultura e da gastronomia, contudo as algas marinhas estão pouco presentes na nossa alimentação. Por tudo isto achámos relevante estudar as características das nossa algas e as suas potencialidades gastronómicas. Tem sido uma descoberta constante e um incentivo à criatividade e ao desenvolvimento de produtos (deliciosos) usando uma metodologia baseada no conhecimento científico.
 

Alentejo style gazpacho with 'bladder wrack' (Fucu

Beer bread with 'nori' (Porphyra sp.).png

Um dos objetivo do projeto é o de desenvolver estratégias e produtos para incentivar a introdução das algas na nossa alimentação. De facto, as algas estão à venda no comércio, mas a maior parte de nós nunca as usou, nem sabe bem como começar. Para inspirar, dar ideias e incentivar novas experiências gastronómicas, desenvolvemos duas publicações da autoria da Patrícia Gabriel, cujo download é gratuito, e que gostaria de partilhar hoje, Dia das Algas Marinhas. 

 
 
Algas – o Mar à Mesa
 

Algas o mar a mesa.jpg

 

Algas – onde o Mar Começa
 

Algas onde o mar comeca.jpg

 

Hoje é um bom dia para as algas começarem a entrar na sua cozinha. Aventure-se!  Experimente!

 

 

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    De Adriano a 07.06.2020 às 12:12

    Pelo menos a Neptuno pearl arranja-as (umas 4 variedades mais vulgares, cabelo de velha alface do mar, etc) frescas. É o Alexandre pedir uma caixinha de excelentes ostras e pessoa uma amostra das algas frescas.

    Ansiosamente à espera do post anti-algas do Duarte Calvão que as odeia e até desconfia que podem fazer mal à saúde se comidas em grande quantidade.

    Eu cá gosto muito e já entram há muito tempo na minha comida. Para mim é dos poucos acrescentos que sempre fazer a muitas receitas tradicionais. A caldeirada melhora com algas, os arrozes marítimos também ficam bem com elas. Algumas fritam bem. É um grande produto. Cá em Portugal só conheço a referência de um prato antigo com algas, que é a tal trate nos Açores ou na madeira já não me lembro. Até me estranha, sempre fomos bons a enquadrar produtos gratuitos e abundantes no nosso receituário mas parece que aqui as algas ficaram de fora.
  • Sem imagem de perfil

    De Carlos Alexandre a 08.06.2020 às 08:15

    Obrigado pela dicas Adriano!
    Mas o site da Neptuno pearl é produso em "Página em construção".

    Talvez para aproveitar fazer uma saída a Setúbal...
  • Sem imagem de perfil

    De Carlos Alexandre a 08.06.2020 às 08:16

    Produso> profuso
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.