Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Chica Chica Boom - uma viagem pelos sabores do Brasil

por Paulina Mata, em 10.01.20

Chica chica boom.jpg

 

amarelo.jpg

 

O jantar foi nesta mesa. Um jantar especial, com pessoas especiais, todos ex-alunos.  O local foi o Chica Chica Boom, um restaurante de cozinha brasileira, em frente ao Museu da Carris. Três amigas brasileiras (a Jéssica Torres do Rio de Janeiro, a Carla Upiati de Brasília e a Gabriela Loureiro do Paraná) todas cozinheiras, todas com experiências diferentes, todas a viver e trabalhar em Lisboa há alguns anos, todas tendo passado por muitas cozinhas de restaurantes de renome, decidiram abrir, no início do verão passado, o seu próprio espaço em Lisboa, o Chica Chica Boom, nome inspirado na música de Cármen Miranda. A escolha para o jantar não foi por acaso. Foi porque a comida é muito boa, o espaço muito aconchegante e porque a Gabriela também pertence ao grupo dos ex-alunos. Torna o jantar mais emocionante, mas não influencia as apreciações. Juro!

 

Ao entrarem pela primeira vez no espaço do restaurante a Gabriela, a Jéssica e a Carla souberam que era ali, parecia quase que estavam a entrar em casa da avó... Herdaram a decoração do projeto anterior, apenas lhe deram um toque mais pessoal. Móveis antigos, muitos espelhos, quadros, livros, peças diversas... quase excessivo, mas com personalidade. Em casa da avó partilha-se a comida, e no Chica Chica Boom também. Cozinha brasileira, das várias regiões do Brasil, tal como elas, alguns pratos re-interpretados. Ou seja é a cozinha delas... o que envolve usar as técnicas que foram aprendendo ao longo dos anos em muitas cozinha de renome. O resultado... pratos deliciosos, sabores bem definidos e bem combinados. Uma cozinha conforto, mas com alguma inovação.

 

Éramos um grupo grande, deu para provar muita coisa.

 

IMG_20191211_202503.jpg

Chips de raízes

 

IMG_20191211_210532.jpg

Caldinho de feijão com espuma de espinafres

 

IMG_20191211_210651.jpg

Coxinhas de galinha (e também as houve vegetarianas)

 

IMG_20191211_210805.jpg

Tártaro do Sertão

(batata doce, mandioca, quiabo, chuchu e abóbora picados, maionese com mostarda)

 

IMG_20191211_211142.jpg

Sandes de carne de panela

 

IMG_20191211_211514.jpg

Rolinho de moqueca com espuma de coco  (delicioso!)

 

IMG_20191211_211550.jpg

Pão de queijo e goiabada arretada

 

IMG_20191211_212211.jpg

Escondidinho de vazia (e também houve de cogumelos)

 

IMG_20191211_213532.jpg

Pica-pau de coração de galinha

(inspirado no nosso pica-pau, mas aqui com corações de galinha)

 

IMG_20191211_215220.jpg

Camarão na Moranga

(abóbora recheada com camarão, creme de catupiry e palmito)

 

IMG_20191211_215535.jpg

Barreado

(O nome vem do facto da carne ser cozinhada numa panela vedada ou barreada com uma mistura de farinha, cinzas e água, sendo a cozedura lenta e em lume muito brando. Come-se com banana e farinha de mandioca, que no prato é escaldada com o caldo bem quente. Há quem diga  ser uma herança deixada pelos portugueses, mais especificamente pelos açorianos, tanto mais que tradicionalmente era cozinhado em buracos no chão que eram previamente aquecidos com uma fogueira.)

 

IMG_20191211_222412.jpg

Bolo de chocolate com cupuaçu

 

IMG_20191211_222440.jpg

Torta paulista

(Um bolo de bolacha, mas com creme de amendoim e doce de leite)

 

IMG_20191211_222727.jpg

Bolo de coco com creme inglês

 

IMG_20191211_223824.jpg

Brigadeiro de colher com peta-zetas

 

Poder viajar à mesa em Lisboa pela mão da Gabriela, da Carla e da Jéssica é um privilégio. Gostei mesmo muito. Porque a comida é muito boa  (muito mais apetitosa do que as fotos demonstram, mas a luz em casa das avós nunca é a ideal...). Porque cada vez gosto mais destes projetos pequenos, com personalidade, e em que se nota a paixão e a dedicação.

 

Experimentem e contem!

 

Chica Chica Boom -  Calçada Santo Amaro, 6 -  Lisboa

 

1ª Foto DAQUI

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.