Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Preços dos Restaurantes - um assunto que dá que pensar...

por Paulina Mata, em 28.02.18

 

pagrest.jpg

  

verde escuro.jpg

 

Já aqui disse em vários posts (por exemplo nesteneste e neste) que acho o preços da generalidade dos restaurantes aqui em Inglaterra mais razoáveis do que aí. Nos exemplos que dei, falei de restaurantes a que se pode ir todos os dias, mas mesmo noutros de uma gama de preços mais alta, perdemos frequentemente na comparação.

 

Há dias uma amiga (que suspeito que não acreditava muito no que eu dizia) disse-me que tinha estado com uma turista inglesa, em Lisboa, que lhe disse o mesmo que eu. Referindo que o almoço que teve numa taberna por 12€, ficava aquém do que ela tinha em Inglaterra por um valor equivalente. Não tenho dúvidas!

 

Há dias estava a conversar com a minha filha, que gosta de ir comer a restaurantes, e disse-lhe isto. Ela disse-me que nota que quando come em Londres os preços são superiores ao que acontece aqui, mais a norte, para refeições equivalentes, mas que onde nota uma grande diferença é quando vai a Lisboa, aí os preços são ainda mais altos.

 

Por vezes fico completamente em choque com os preços apresentados para algumas refeições, só me pergunto "Quem pode pagar?" ou, mais frequentemente, "Perderam o juízo?"

 

Hoje fui espreitar o blog Diario del Gourmet de Provincias y del Perro Gastrónomo, e li o post Una Alta Cocina Cada Vez Más Lejana em que o tema eram precisamente os elevados preços, com aumentos frequentes, na alta cozinha. J Guitián diz que se em algumas situações, de restaurantes excepcionais, isso se justifica, não será o caso de várias centenas de locais nos vários países. Refere ainda que o aumento de preços chega por vezes a ser ainda maior nos festivais gastronómicos, em que atinge preços exorbitantes.

 

Conclui que a distância entre alta gastronomia e o público médio cresce cada vez mais, e que são os próprios restaurantes que se estão a afastar. Que apesar da restauração ser um negócio, tudo isto terá consequências na relação com o público e deste com a gastronomia como bem comum de uma sociedade e de uma cultura e um meio de desenvolvimento social. Dizendo mesmo que esta tendência o preocupa.

 

É um assunto em que também tenho pensado muito. Já não tenho o entusiasmo que tinha há uns anos em conhecer novos trabalhos e novos projetos, e os elevadíssimos preços são uma das várias razões. Seguramente que o preços, e não só, terão consequências importantes. O tempo mostrará para onde estamos a caminhar...

 

 

Foto DAQUI

 

56 comentários

Comentar post