Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Também bebe sumo de tomate nos aviões?

por Paulina Mata, em 06.06.16

tomato juice.jpg

 

azulclaro.jpg

 

Há muitos anos que quando viajo em aviões uma das minhas bebidas de eleição é um sumo de tomate. Sabe-me sempre muito bem. Por muitas vezes regressei, comprei sumo de tomate, bebi-o... mas não era a mesma coisa. Frequentemente acabava por ficar muito tempo no frigorífico.

 

Nunca pensei muito nisto. Até que há dois anos dei com um artigo cujo título era: Airplane Noise and the Taste of Umami. E cujo resumo era o seguinte:

Have you ever noticed how many people ask for a Bloody Mary or tomato juice from the drinks trolley on airplanes? The air stewards have, and when you ask the people who order, they will tell you that they rarely order such a drink at any other time. Could it be that umami-rich tomato provides one of the only basic tastes that is relatively unaffected by the loud background noise that one is exposed to while in flight? That is the research suggestion, or hypothesis, outlined in this opinion piece. Should such a claim be validated by future research, the potential application for airline catering could be huge.

 

Nunca me tinha passado pela cabeça que o que me acontecia não era apenas fruto do acaso, e muito menos que acontecia a muitas outras pessoas. Posteriormente li um artigo do The Telegraph que incluía um pequeno inquérito on-line e cujos resultados demonstraram esta preferência. As razões apontadas eram de novo o ruído e também a baixa pressão e consequente desidratação que afectam a percepção do sabor.

 

Verifiquei depois que foi feita investigação posterior, que avalia sobretudo o efeito do ruído, e que confirma que o ruído extremo, como é o caso nos aviões, altera a nossa percepção do sabor. Essa alteração é particularmente evidente no que diz respeito à percepção do doce, que é reduzida, e à do umami que é particularmente incrementada. Tal acontece sobretudo quando os compostos responsáveis pelo gosto umami estão em maior concentração, o que acontece no sumo de tomate.

 

Investigação que pode contribuir para que a comida servida nos aviões, e que geralmente consideramos má e sem sabor, possa ser desenhada de forma a torná-la mais saborosa. Por outro lado o ruído extremo nalguns restaurantes também irá contribuir para uma percepção do sabor distorcida. Como referi num outro post, há mesmo que aprender a temperar com o som.

 

Já agora, também lhe acontece a si beber sobretudo sumo de tomate ou bloody mary em aviões?

 

 

Foto DAQUI

7 comentários

Comentar post