Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Porque há Assins & Assados que marcam os dias...

por Paulina Mata, em 04.01.16

assins&assados.jpg

cinzento.jpg

 

Faz hoje dez anos que me inscrevi e comecei a escrever no forum Os Cinco às Oito. Apenas para um comentário. Não contava escrever muito. Mas tomei-lhe o gosto...

 

Seguiu-se o projecto Nova Crítica, em que o papel era diferente: fui convidada pelo Pedro Gomes e o Tiago Teles a moderar o espaço de gastronomia. Foi uma aventura bem intensa, mas cinco anos, cinco meses e cinco dias depois do meu primeiro post chegou a altura de deixar a Nova Crítica.

 

Quase cinco meses depois comecei a escrever, como convidada do Miguel Pires e do Duarte Calvão, no Mesa Marcada.

 

Duas experiências diferentes, duas experiências excelentes, que me marcaram muito, em que aprendi imenso, e de que guardo as melhores recordações.

 

Foram dez anos a colaborar em espaços onde me senti em casa, mas que não eram a minha casa. Agradeço do fundo do coração ao Pedro, ao Tiago, ao Miguel e ao Duarte as oportunidades que me deram. No entanto, há muito que sinto necessidade de ter um espaço meu. Fui adiando, porque me fizeram sentir em casa nos outros projectos, porque o tempo disponível para escrever não é muito... mas acho que agora chegou a altura de também ter a minha própria casa.

 

Há dez anos, quando comecei a escrever, o mundo era outro. Mudou muito entretanto, de forma que nunca imaginei... O mundo da gastronomia também mudou bastante. Aliás, tem sido uma revolução constante...  E eu também mudei, porque há Assins & Assados que marcam os dias e nos vão mudando.

 

Muito contribuiu para a minha mudança a participação no Mesa Marcada e, sobretudo, no Nova Crítica, já que um forum é um formato com maior imprevisibilidade e variedade de temas e que nos tira frequentemente da nossa zona de conforto. Esta participação obrigou-me a reflectir muito sobre temas relacionados com o que comemos e cozinhamos, alguns que nunca me tinham ocorrido antes, permitiu-me argumentar sobre estes assuntos, obrigou-me a procurar informação, a estudar... Aprendi muito, mesmo muito!

 

Apesar do que referi, ou talvez por isso, cada vez tenho menos certezas e posições bem definidas. E com a mudança que tem ocorrido no mundo, na gastronomia, na vida... acho que preciso de pensar, de reflectir, de descobrir o que sinto. De certa forma preciso de repensar tudo. Escrever ajuda a aprofundar e arrumar ideias. Este é um dos objectivos deste espaço, que será sobretudo vocacionado para um tema que me apaixona: o que comemos e como comemos... mas que não tem que ser exclusivamente dedicado a ele.

 

Ao longo do tempo fui descobrindo que o que escrevo, sobretudo sobre experiências, me ajuda a aprofundá-las e funciona como um arquivo dessas mesmas experiências. Um arquivo onde posso voltar sempre que preciso ou quero. Onde encontro sempre detalhes que a memória e a voracidade dos dias não permitiram manter vivos. E é bom revivê-los... Este espaço também será um arquivo de memórias, experiências e emoções.

 

São razões muito pessoais, egoístas mesmo,  que me motivam a escrever... Mas ao longo destes dez anos percebi que o facto de haver do outro lado quem lesse o que escrevia era muito importante, fundamental mesmo, porque me obriga a pensar alto e de forma mais cuidada, porque as contribuições e as discussões, sobretudo aquelas com boas argumentações, constituem Assins & Assados que me marcam os dias e que me mudam. Espero que de vez em quando estes Assins & Assados possam também contribuir para marcar os vossos dias e desta forma agradecer-vos o que me dão.

 

Até já! Vou estando por aqui.

 

 

 

37 comentários

Comentar post

Pág. 1/2