Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Assins & Assados

Os fantasminhas do jantar de Halloween

por Paulina Mata, em 01.11.16

fantasmas.jpg

 

rosa.jpg

 

"Mãe, faz os fantasminhas para o jantar de Halloween!" disseram-me as minhas filhas ontem. Ri-me, fiz contas e disse-lhes "faz precisamente amanhã 26 anos que fiz os fantasminhas pela primeira vez para o jantar de Halloween".

 

Tantas vezes me tenho questionado o que faz com que um prato nos fique na memória? Este ficou-lhes, nestes 26 anos têm-no pedido muitas vezes (mas sempre, e só, no Halloween). Hoje, já adultas, mais uma vez... Batatas assadas, abrem-se ao meio, tira-se a polpa, esmaga-se, tempera-se com manteiga, sal e pimenta e volta-se a meter o puré na casca. Depois dois grãos de pimenta para fazer os olhos. Nada mais simples, mas traz-lhes muitas recordações certamente. Do primeiro ano em que viveram em Inglaterra. Um ano que as marcou, que nos marcou.

 

Hoje. de novo em Inglaterra, onde agora vivem as duas, voltei a fazer... Enquanto os fazia abrimos a porta muitas vezes "Trick or Treat" diziam as dezenas de crianças que tocaram à campainha, todas com roupas e pinturas fantásticas. Ontem eu perguntava se era necessário comprar dois pacotes cada um com 25 pacotinhos de gomas. Perguntei "Acham que vão aparecer 50 crianças?". Elas disseram que sim, eu fiquei com dúvidas... os 50 pacotinhos desapareceram num abrir de olhos, e tivemos que ir arranjar muitos outros... Tradições engraçadas que se mantêm!

 

Para comer com as batatas... resolvi fazer abóbora. Ao folhear uma revista de cozinha vegan tinham-me ficado os olhos num prato de abóbora. Eu nem gosto muito de abóbora, elas também não... Mas tinha que ser... era Halloween. A abóbora, cozinhada no forno com leite de coco, piri-piri, lima, lemon grass, sementes de coentros, alho e gengibre, e depois coberta com coentros frescos picados, malagueta e raspa de lima estava óptima! Tal como os pacotes de gomas, também desapareceu rapidamente.

 

abobora.jpg