Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Midori e a interessantíssima cozinha do Pedro Almeida

por Paulina Mata, em 11.03.16

midori.jpg

amarelo.jpg

 

Midori em japonês significa verde. Midori é também o nome do restaurante japonês do Penha Longa Resort. E, de facto, no belíssimo espaço envolvente do restaurante predomina a cor verde. Na decoração do restaurante os tons são outros, mas remetem-nos para uma forte ligação à natureza.

 

Estive há dias num jantar no Midori para apresentação de alguns pratos do menu. Foi muito bom entrar, a meio da semana, e ver um restaurante com muita gente e com um ambiente muito vivo.

 

Gosto muito da cozinha do chef Pedro Almeida, que venho a acompanhar há alguns anos. Uma cozinha de base japonesa mas, cada vez mais, uma cozinha aberta a outras influências, uma cozinha sem fronteiras rígidas e em que a criatividade está presente.

 

Há dois menus de degustação no Midori, um essencialmente baseado numa variedade de nigiris e outro em que, além destes, há também outros pratos de sushi e sashimi e pratos cozinhados. A composição destes menus muda mensalmente, e os pratos que nos foram apresentados, na sua maioria, integram o actual menu de nigiris.

 

Para acompanhar a refeição, bebidas com base em saké, já que a carta do Midori tem um extensa lista de referências desta bebida. Assim começámos com um  mojito de saké com gengibre e manjericão, que acompanhou parte da refeição, tendo sido o restante acompanhado por uma sakerinha.

 

PL1.jpgComo amouse bouche:

PL2.jpg

Pani puri recheado com um tártaro de salmão e mioga (botão da flor de uma planta da família do gengibre, o gengibre-mioga), com yuzukoshō (um condimento feito com a casca do yuzu, temperada com sal e pimenta e fermentada)

 

Seguiu-se uma sequência de nigiris:

PL3.jpg

Nigiri de arroz de tomate com carapau braseado, azeite de alho e pimentão de La Vera

 

PL4.jpg

 Nigiri de espargos em tempura, numa folha de rábano, panko com gorgonzola e mostarda de teriyaki

 

PL5.jpg

Nigiri de salmão e ikura (ovas de salmão marinadas), sobre pele de salmão crocante, com dengaku (um molho de miso adociado) com amendoim e um picadinho de kohlrabi (um rábano) e maçã Granny Smith

 

PL6.jpg

 Nigiri de tártaro de pregado com lima e presunto

 

PL8.jpg

 Nigiri de atum braseado com granizado de rabanete, edamame, abacate e pérola de ponzu

 

PL9.jpg

Nigiri de shime saba (cavala marinada em vinagre, sal e açúcar) com pickle aipo e de mostarda e puré de aipo e sansho (pimenta japonesa)

 

PL10.jpg

Okayo de algas com teppan de tamboril - um arroz cozido num dashi de tamboril e algas, ligado com o fígado do tamboril, e que era acompanhado com tamboril no teppan e uma salada de algas com mentaiko (ovas de robalo marinadas)

 

PL11.jpgTeppan de pintada com texturas de couve flor (em puré, crocante, e ralada em cru) e pak choi no teppan com vinagrete de boletus e lâminas de castanha de água

 

Para terminar

 

PL12.jpg

Puzzle de sésamo - panna cotta de sésamo negro, crumble de biscoitos com café, gelado de nata, crispy de caramelo e caramelo com sal.

 

A uma estética assumidamente japonesa, pratos, técnicas e ingredientes japoneses, o Pedro associa componentes relacionados com as suas memórias gastronómicas e vivências. Esta combinação, muito bem integrada, resulta em pratos de elevada qualidade e com uma personalidade muito própria. Um factor que a mim me diz muito.

 

Um óptimo serviço de sala e do bar! Uma refeição excelente, uma cozinha plena de criatividade!

 

Não posso deixar de referir a forma como sempre vejo estas “aventuras” do Pedro Almeida serem acarinhadas e incentivadas pelo Penha Longa Resort, só isso permite existirem condições para desenvolver e fazer evoluir a sua cozinha e a poder expressar.

 

É um prazer usufruir de uma refeição como esta, mas também ver evoluir um trabalho que está cada vez mais interessante.

 

Midori - Penha Longa Resort - Estrada da Lagoa Azul  - Sintra - Linhó

1 comentário

Comentar post