Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Festival do Caracol Saloio - caracóis, caracoletas e coincidências...

por Paulina Mata, em 05.08.16

loures2.jpg

 

azulescuro.jpg

 

 

Gosto muito de caracóis, já os referi aqui recentemente em mais do que um post. Há um programa anual que não posso falhar, uma visita ao Festival do Caracol Saloio em Loures que decorre todos os anos em Julho. Um evento verdadeiramente popular. É espantoso entrar numa tenda com cerca de 1000 lugares, repleta de pessoas a comerem caracóis.

 

IMG_20160718_194106.jpg

 

Há-os para todos os gostos, desde os cozidos, à caracoleta assada, até aos mais variados pratos em que o ingrediente principal passou a ser o caracol: rissóis, chamuças, empadas, caldeiradas, feijoadas, pizzas, massadas, hamburgueres. à Bulhão Pato... e muito mais. 

 

IMG_20160718_194806.jpg

loures1.jpg

 

Este ano comi várias coisas e entre elas os polémicos pastéis de nata com caracoletas no interior do creme e polvilhados com orégãos cuja foto está no início do post. Gosto mesmo! É incrível e inesperado, mas os orégãos ligam muito bem com o pastel de nata. Há os que adoram e os que acham um absurdo. Já uma vez escrevi sobre eles e a polémica foi grande...

 

Este ano aconteceu-me uma coisa engraçada, depois de termos comido num outro restaurante, fomos até ao Apolo 78 para comer um pastel de nata, mas antes ainda pedimos uns folhados de caracol. Estávamos para começar a comer quando chega um senhor, que penso ser o dono do restaurante, e começou a conversar connosco. Dizia ele que não fazia sentido estes pastéis serem vendidos numa pastelaria e perguntarem se queria o pastel com caracol ou sem caracol, mas que para eles fazia todo o sentido tê-los ali. Concordei, e disse que gostava muito. Ele disse que as opiniões eram variadas, como seria de esperar, e que em tempos tinha surgido um post num blog chamado Mesa Marcada sobre eles, em que o assunto tinha sido muito discutido. Perguntou-me se conhecia o blog. Eu disse-lhe que tinha sido eu a escrever o post. O senhor ficou verdadeiramente contente com a coincidência e ainda nos deu a provar os bombons (que por sinal também já conhecia) com recheio de ginja e caracol. Coincidências... Mas foi bom, e estranho, ver que as coisas que escrevo chegam por vezes onde menos espero e têm um efeito que não imaginava.

1 comentário

Comentar post