Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assins & Assados

Pão, "À Pleines Dents!" e outras coisas

por Paulina Mata, em 23.10.16

pão1.jpg

 

cinzento.jpg

 

Gosto de fazer pão. Gosto muito de fazer pão. Às vezes sai bem, outras vezes menos bem. Mas é sempre bom, porque é o meu pão. Pão que amassei, vigiei enquanto levedava, cujo isco que comecei há quatro anos e meio alimentei muitas vezes, um processo com altos e baixos, épocas de abandono e quase esquecimento, a que se seguem períodos de cuidados intensivos e muito carinho. Enfim, todo um processo que faz com que o meu pão tenha muito da minha vida, por isso gosto dele.

 

Faço o pão só com o isco, sem usar qualquer outro fermento, por isso ele leva tempo a levedar, por isso nem sempre dá para fazer. As últimas semanas têm sido ocupadas, complicadas... por isso tenho comprado pão (mas nunca é muito bom...). Ontem antes de me deitar alimentei o isco que, apesar das últimas semanas, anda bem cuidado. Hoje de manhã, quando acordei, a primeira coisa que fiz, mesmo antes do pequeno almoço, foi amassar o pão. E ali o deixei todo o dia a levedar. Inicialmente fui olhando, depois saí e voltei tarde. Quando cheguei fui logo espreitá-lo, estava óptimo, as leveduras tinham feito o seu trabalho.

 

Dei-lhe forma e deixei-o levedar de novo. Enquanto esperava sentei-me em frente do computador, fui espreitar o Mesa Marcada e dei com um post sobre um episódio da série “À Pleines Dents!”, que Gérard Depardieu e o chefe Laurent Audiot gravaram em Portugal. Achei que era um excelente programa para um serão tardio de fim de semana, enquanto esperava pelo pão e por umas bochechas de porco que tinha posto a estufar.

 

Comecei a ver. Uma ida ao Bulhão, fiquei triste, como fico sempre que entro no Bulhão, pela decadência. Não é sequer genuíno, é desleixo. Mas por lá aconteceram coisas interessantes. Depois passaram para Aguada de Cima para ver Vidal Agostinho assar leitões e o provarem com ele. Também lá estive há 7 anos, com os meus primeiros alunos, numa visita acompanhada pelo Fernando Melo. Foi bom rever... Foi bom recordar e ir procurar as fotos.

 

leitão1.jpg

leitão 2.jpg

leitão 3.jpg

 

Foram ver pastéis de Tentúgal. Também lá tinha estado há poucos meses com um grupo dos meus alunos do ano passado. Foi bom rever e reler o post que então escrevi. Foi bom tomar consciência das oportunidades que este trabalho com o Mestrado em Ciências Gastronómicas me tem dado, de conhecer mais, de todos os dias aprender mais, mas também de conhecer pessoas fantásticas, com uma enorme paixão pela cozinha, mas vivendo-a todos de formas diferentes.

 

Gérard Depardieu e Laurent Audiot vieram para Lisboa, andaram por locais que tão bem conheço, mas que ainda consigo olhar com olhos de como se fosse a primeira vez, que me consegue sempre encantar.

 

Gostei de nos ver pelos olhos de outros, pelos olhos de Gérard Depardieu e Laurent Audiot. Pelo meio fui pôr o pão a cozer e tirar as bochechas do lume. E bem no final do episódio tinha este pão a sair do forno, que provarei amanhã ao pequeno almoço. As bochechas são para o almoço.

 

pão2.jpg

 

Um excelente serão de fim de semana. E agora é tarde, muito tarde já... mas não podia deixar de registar estes momentos. É para coisas como estas que tenho este blog.

 

 

2 comentários

Comentar post